PNL: tudo o que precisa saber

Cada vez mais vemos as pessoas à nossa volta a mudarem pequenos aspetos da sua vida, tentando, de várias formas, encontrar um equilíbrio que lhes permita viver de uma forma mais tranquila e com base, essencialmente, no seu bem-estar.

No fundo, todos procuramos alcançar a nossa realização pessoal e profissional e nem sempre isso é fácil, mais ainda porque estas duas vertentes estão, inevitável e constantemente, associadas.

Muito se tem falado da Programação Neurolinguística, PNL, e na forma como esta pode mudar a nossa vida. E, na verdade, talvez não seja tão complexo como possa parecer.

O que é a PNL

A Programação Neurolinguística é uma metodologia que assenta em várias técnicas e conceitos com o objetivo de potenciar o bem-estar do ser humano nos seus mais variados níveis.

A PNL utiliza a linguagem do nosso cérebro para potenciar algumas características essenciais e que serão a base para conseguirmos alcançar tudo aquilo que desejamos. Através dela, poderemos mais facilmente conhecermo-nos um pouco melhor, podemos aprender a lidar e a gerir melhor as nossas emoções, a comunicar melhor e, também, a definir estratégias para conseguirmos superar todas as nossas metas.

A PNL tem sido cada vez mais procurada por todas as pessoas que, de alguma forma, querem mudar a sua vida, seja a nível pessoal ou, até mesmo, profissional. Através da aplicação de algumas técnicas de PNL poderemos mais facilmente tornarmo-nos na pessoa que desejamos ser.

Como funciona a Programação Neurolinguística

Programação – remete-nos para o conceito de programar e, neste caso, está relacionada com o reprogramar de comportamentos, ações, pensamentos e crenças. Neuro – o sistema neurológico como base de comportamentos e ações.

Linguística – linguagem verbal e comportamental na qual são representados todos os processos neurológico.

Três lados de um triângulo que, em conjunto, têm como principal objetivo compreender cada pessoa de uma forma detalhada para que, a partir daí, se possam reprogramar todos os pensamentos, comportamentos e, também, a forma de comunicar para que possamos alcançar mais facilmente os objetivos por nós definidos.

Porquê a PNL

Cada comportamento ou ação acontece devido a uma razão, isto é, temos sempre um motivo para agir de determinada forma. Mas, para que seja possível percebermos o porquê de determinado comportamento, é fundamental conhecer primeiro quais as razões que levaram esse comportamento a acontecer, ou seja, temos de conhecer o modelo mental da pessoa que teve esse mesmo comportamento. E o modelo mental não é mais do que o conjunto de crenças, de vivências e de histórias que nos definem enquanto pessoa e que nos fazem ser quem realmente somos. Contudo, na maior parte das vezes, este modelo mental é inteiramente inconsciente, isto é, é o nosso modelo mental mas não sabemos que ele existe.

A PNL permite-nos compreender melhor o funcionamento destes modelos mentais, analisar e refletir sobre os mesmos e, quando necessário, reprogramá-los. Através da Programação Neurolinguística, é possível ensinar uma pessoa a gerir os seus pensamentos e emoções e, como consequência, poderá ser mais fácil alcançar a excelência que se procura. A aplicação da PNL incentiva uma reflexão constante sobre nós próprios, quer a nível pessoal como profissional, ao mesmo tempo que fornece as ferramentas necessárias para que nos seja possível alcançar todos os objetivos. Percebendo de que forma funciona esta estruturação e sabendo como aplicar cada uma das técnicas usadas pela PNL, será mais fácil a própria pessoa, em cada situação, conseguir encontrar a mudança de comportamento que procura.

O que podemos alcançar com a PNL

  • Compreender de uma forma mais detalhada toda a nossa estrutura emocional;
  • Identificar o nosso modelo mental e de que forma este impacta os nossos comportamentos e ações;
  • Conseguir formas de estruturar as nossas emoções, sentimentos e ações;
  • Identificar e redirecionar crenças e pensamentos que nos impedem de avançar;
  • Potenciar o autoconhecimento;
  • Potenciar a mudança na nossa forma de pensar e de agir;
  • Direcionar o nosso foco para soluções, em vez do próprio problema;
  • Desenvolver técnicas e recursos que nos permitam trabalhar na concretização dos nossos objetivos de forma mais assertiva;
  • Desenvolver competências e capacidades que nos permitem ser a pessoa que desejamos ser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *